Matemática e educação ambiental

Projetos Pedagógicos

O desejo de envolver jovens a tratarem das preocupações ambientais e dos problemas de aprendizagem em Matemática levou à criação do projeto Matemática e meio ambiente. Foi uma maneira de enfocar esses assuntos de forma contextualizada e atualizada, relacionando o meio ambiente aos conteúdos desenvolvidos em sala de aula.

A Lei nº 9.795, que dispõe sobre a educação ambiental, em seus capítulos I e II, institui que, como parte do processo educativo mais amplo, todos têm direito à educação ambiental. As instituições educativas ficam incumbidas de promovê-la de maneira integrada aos programas educacionais que desenvolvem. Ações de estudos, pesquisas e experimentações deverão se voltar para o desenvolvimento de instrumentos e metodologias, visando à participação dos interessados na formulação e na execução de pesquisas relacionadas à problemática ambiental. Iniciamos o projeto com base nesse recorte da lei e nos Parâmetros Curriculares Nacionais de Matemática, que apontam como um dos objetivos do Ensino Fundamental saber utilizar diferentes fontes de informação e recursos tecnológicos para adquirir e construir conhecimentos.

Resultados atingidos


Segue parte de nossa produção:

• Criação de cartões para o dia das mães com papel reciclado, feito por esse grupo.
• Peça teatral Meio ambiente, reciclagem e matemática, que retrata uma gincana cultural em uma escola, com questionamentos sobre rios e córregos da cidade; reciclagem e a coleta seletiva do lixo seco e porcentagem de cada tipo de lixo em relação ao todo coletado.
• Filme Romance, ecologia e matemática, que trata de uma história em uma sala de aula. Nela são apresentados dados e informações sobre o lixo doméstico. A professora explica proporção e a sua propriedade fundamental.
• Filme Jornal da ecologia: os repórteres entrevistam o dono de um bar situado à beira do Rio Jaguari, que fala sobre o valor desse rio, da preservação do meio ambiente e da importância de não jogar o lixo nos rios.
• Hipertexto apresenta a estatística relacionada a uma pesquisa de campo sobre a coleta seletiva do lixo realizada em diversos bairros de Extrema, a história do município, notícias, informações e entrevistas.
• Mostra de todos os trabalhos e textos à comunidade escolar.

 

Sandra Regina Leme Forster mestre profissional no ensino da Matemática pela PUC-SP, professora de Matemática, em Extrema, MG, e coordenadora do curso de Matemática da UNISA, SP.
Projeto Pedagógico publicado na edição nº 396, jornal Mundo Jovem, maio de 2009, página 7.

Sugestões de leitura:

  • • MORAN, José Manuel. Mudar a forma de ensinar e de aprender com tecnologias. Comunicação & Educação. São Paulo, ECA-Ed. Moderna, [2]: 27 a 35, jan./abr. de 1995.

    • RAMOS, Luíza Faraco. Uma proporção ecológica. Série: A descoberta da Matemática. São Paulo: Ática, 1998.

Ficha técnica

  • Objetivos do projeto: Conscientizar a comunidade escolar sobre a importância de preservar o meio ambiente, a partir da produção de materiais didáticos sobre o tema, buscando mostrar que a Matemática pode auxiliar nesse processo. Melhorar o desempenho em Matemática.

    Local de realização: E.M. Evandro Brito da Cunha e E.E. Odete Valadares, Extrema, MG.

    Componentes curriculares envolvidos: Matemática, Geografia, Português, Educação Artística e Informática.

    Equipe envolvida: direção, orientadora pedagógica e professora de Matemática.

    Público atendido: 160 alunos de 7ª séries (podendo ser aplicado ao Ensino Médio).

    Duração: ao longo do ano letivo.

    Carga horária para realização: três horas semanais.

    Recursos materiais: câmera de filmagem e fotográfica; DVD Player; ônibus; violão; materiais recicláveis; sulfite e impressora.

    Avaliação: os alunos foram avaliados por meio de seus relatos escritos, atitudes e avaliações dos conteúdos. Constatou-se a mudança de atitudes e a melhora no desempenho, o interesse e a participação nas aulas.
     

Acontecendo na prática

  • • A ideia inicial era produzir roteiros para dez peças teatrais com grupos de alunos artistas, figurinistas e cenógrafos. O primeiro passo incluiu pesquisas bibliográficas, assistir a filmes e palestras.

    • A partir daí, cada grupo criou uma história e inseriu conteúdos matemáticos: razão e proporção, grandezas proporcionais, porcentagem e estatística descritiva.

    • Além desses, foram tratados assuntos sobre bacias hidrográficas e meio ambiente.

    • Após leituras e discussões dos roteiros, percebemos que tínhamos material para a criação de diferentes recursos didáticos, como: filme, hipertexto, gibi, apresentação musical e textos com o conteúdo de cada trabalho.
     

Receba a newsletter Mundo jovem Fechar
Envie para seu amigo Fechar

Você pode compartilhar o conteúdo que estava lendo com amigos, familiares ou colegas. Basta preencher os campos abaixo!